O envelhecimento da pele é objeto de campanhas milionárias, mas o que realmente funciona?

Neste artigo vou falar dos efeitos benéficos de duas plantas, com base em evidências científicas, que são consideradas seguras e eficazes na regeneração da pele:

1. Extrato de Pinheiro Bravo (pinus pinaster): o nosso corpo produz radicais livres derivados dos processos metabólicos endógenos (dentro do corpo) ou a partir de fontes exógenas. Entre os produtos antioxidantes, o picnogenol tem recebido atenção considerável devido à sua forte atividade na eliminação dos radicais livres.

O extrato de casca do pinus pinaster contém compostos polifenólicos (taxifolina, procianidinas de vários comprimentos de cadeia formados por unidades de catequina e epicatequina e ácidos fenólicos), capazes de produzir diversos efeitos protetores contra doenças crónicas e degenerativas. Este extrato tem demonstrado benefícios cardiovasculares, tais como a atividade vaso-relaxante e a capacidade de melhorar a microcirculação, aumentando a permeabilidade capilar. Além disso, foram relatados efeitos sobre o sistema imunitário.

Um estudo de 2012, que envolveu 112 mulheres constatou que o picnogenol, presente no extrato da casca do pinheiro, é seguro e eficaz melhorando significativamente a cor da pele e reduzindo a pigmentação das manchas da idade[1]. Neste estudo  as mulheres foram divididas em dois grupos de forma aleatória durante 12 semanas. Num grupo foi-lhes dado 100mg de extrato de casca de pinheiro por dia e no outro grupo foi dado uma dose de 40mg por dia. Os pesquisadores constataram uma diminuição significativa na classificação clínica do estado da pele em relação ao foto envelhecimento em ambos os grupos.

2. Gel de Aloé Vera (aloe vera): a aloe vera é uma planta perene e suculenta. O gel espesso e claro encontrado na parte interior da folha é muito utilizado em pequenos cortes e queimaduras. A planta em si tem sido usada há milhares de anos para tratar uma variedade de condições como queimaduras, feridas, irritações da pele e obstipação. A aloe vera já foi um dos medicamentos mais prescritos nos séculos 18 e 19 e continua a ser uma das plantas mais comummente utilizadas pela população.

Um estudo de 2009 com 30 indivíduos saudáveis do sexo feminino, com idades superiores a 45 anos, receberam 2 doses orais diferentes (dose baixa de 1.200mg/dia e dose elevada de 3.600mg/dia) de suplementação com gel de aloé vera durante 90 dias. Os resultados obtidos foram notáveis. Os pesquisadores mediram os sinais clínicos e as alterações bioquímicas do envelhecimento da pele antes e após a suplementação e observaram que, após a ingestão do gel de aloé vera, as rugas faciais melhoraram significativamente em ambos os grupos e a elasticidade facial obteve mais melhorias no grupo de baixa dosagem. Concluíram assim, que o gel de aloé melhora significativamente as rugas e elasticidade da pele[2].

A qualidade da pele reflete o nosso interior!

Não existe nenhum suplemento que reverta os efeitos da idade, no entanto, o objetivo deste artigo é apresentar intervenções simples, como uma colher de chá de aloé vera por dia, de forma a apoiar os processos regenerativos a partir do interior do nosso corpo.

 

• [1] Minao Furumura, Noriko Sato, Nobutaka Kusaba, Kinya Takagaki, Juichiro Nakayama. Oral administration of French maritime pine bark extract (Flavangenol(®)) improves clinical symptoms in photoaged facial skin. Clin Interv Aging. 2012 ;7:275-86. Epub 2012 Jul 27. PMID: 22956863
• [2] Soyun Cho, Serah Lee, Min-Jung Lee, Dong Hun Lee, Chong-Hyun Won, Sang Min Kim, Jin Ho Chung. Dietary Aloe Vera Supplementation Improves Facial Wrinkles and Elasticity and It Increases the Type I Procollagen Gene Expression in Human Skin in vivo. Ann Dermatol. 2009 Feb;21(1):6-11. Epub 2009 Feb 28. PMID: 20548848
• www.greenmedinfo.com/blog/3-evidence-based-ways-reverse-skin-aging-naturally

Vera Belchior
Vera Belchior

Naturopata
"Naturopata desde 2008, formada pelo I.M.T. (Instituto de Medicina Tradicional) tendo prosseguido posteriormente para uma Pós-graduação em Acupuntura e Moxabustão no ISLA de Lisboa.

Paralelamente, realizo ações de divulgação de vários temas diretamente relacionados com a Naturopatia e as Terapias Complementares, como palestras, workshops e artigos que vou escrevendo em parceria com revistas especializadas".

Perfil Completo

Innifit nas redes