A sensação de inchaço, azia e gases é provocada por uma alimentação desregulada e pelo stress crónico tão habitual nos dias de hoje. Desde o saltar refeições, às comidas rápidas e saturadas, é fácil andar com desconforto no sistema digestivo. Uma prática regular de Yoga ajuda a eliminar estes sintomas e a trazer bem-estar.

Não é novidade que uma digestão saudável torna o corpo leve, sendo muito mais fácil encontrar paz, meditar e, claro, praticar Yoga. Em vez de agarrar nos comprimidos para a azia ou prisão de ventre, experimente primeiro, recorrer a uns quinze minutos de Yoga.

Em baixo, seguem algumas posturas conhecidas por facilitarem a digestão.

Atenção, não se deve exercer muito esforço com qualquer exercício após a refeição. Espere duas ou três horas após uma grande refeição.

1. Ushtrasana (camelo) – ao alongar a zona abdominal, estimula os intestinos e alivia a prisão de ventre.

Como fazer: De joelhos, com as mãos na lombar, alongue bem o tronco e incline-se para trás procurando manter a anca em linha com os joelhos. Se possível, agarre nos calcanhares. Respire normalmente. Para sair, volte a apoiar as mãos na lombar, lentamente, e erguer.

2. Ardha Matsyendrasana (meia torção de coluna) – Massaja e contrai a zona digestiva. Lembre-se de inspirar e expirar profundamente para retirar maiores benefícios.

Como fazer: Sentar no chão com as pernas esticadas. Cruzar a perna direita por cima da esquerda, colocando o pé junto ao joelho. A perna esquerda pode ficar esticada ou, se tiver flexibilidade suficiente, fleti-la e juntar o calcanhar à anca. A mão direita fica junto ao cóccix e o braço esquerdo envolve o joelho, trazendo-o ao peito ao mesmo tempo que olha para trás.

3. Supta Matsyendrasana (torção deitada) – Massaja o abdómen, promovendo o detox natural.

Como fazer: Deitado, puxe o joelho direito para o peito; com a mão esquerda, leve o joelho direito para o lado esquerdo. O braço direito estende-se no chão para o lado direito e, se confortável, olhe para a mão desse lado.

4. Apanasana (joelhos no peito) – Novamente uma contração suave na zona abdominal.

Como fazer: Inspire profundamente e abrace o joelhos no peito. Pode balançar gentilmente de um lado para o outro.

5. Trikonasana (triângulo) – Melhora a digestão, alivia a prisão de ventre e estimula o apetite.

Como fazer: De pé, separe os pés e mantenha a anca ligeiramente para a frente. Vire o pé e a perna direita para o lado, abrindo a 90º. Levante os braços ao nível dos ombros, com as palmas viradas para baixo, e, ao inspirar, avance o tronco para o lado direito. Expire e leve a mão direita à canela ou a um bloco. O braço esquerdo estica para cima e procure manter os ombros bem abertos.

6. Paschimottanasana (flexão para a frente) – Alivia todo o sistema digestivo.

Como fazer: Sentar de pernas esticadas e costa direitas. Inspire e levante os braços, expire e desça sobre as pernas. Mantenha uma respiração profunda, vai ajudar a estimular a digestão.

7. Marjaryasana-Bitilasana (gato-vaca) – Acompanhadas por respirações profundas, estas posturas massajam os órgãos, ao mesmo tempo que alongam o intestinos. É uma forma fácil de estimular o fluxo sanguíneo.

Como fazer: De joelhos e mãos no chão, a cada inspiração olhar para cima, abrindo o peito, e apontar o cóccix para o teto; a cada expiração, empurrar o tapete com as mãos, levar o queixo ao peito e contrair o abdominal, arqueando as costas, tal qual um gato.

8. Adho Mukha Svanasana (cão de cabeça para baixo) – Mantenha o abdominal contraído em todas as expirações para estimular a flora intestinal.

Como fazer: De joelhos e mãos no tapete, fletir os dedos dos pés e levar o cóccix em direcção ao teto. As mãos empurram o tapete e a cabeça deve estar solta. Calcanhares para baixo.

9. Setu Bandha Saravangasana (ponte) – Ajuda a aliviar a sensação de fadiga, muito comum naqueles que sofrem com uma fraca digestão.

Como fazer:  Deitar de costas, joelhos dobrados e pés junto dos glúteos. Traga a anca para cima.

10. Mayurasana (pavão) – Dizem que quem pratica o Pavão tem uma digestão de ferro. É uma postura de nível avançado.

Como fazer: De quatro, gire as mãos para fora de modo a que os dedos apontem para os joelhos. Dobre os cotovelos, junte-os e incline-se para a frente, levando o umbigo aos cotovelos. Mantenha a zona abdominal apoiada nos cotovelos e, quando se sentir confortável, levante as pernas do chão. Não deixe que o queixo toque no chão.

Bónus!

Respire... Respirações longas e profundas, que levam o ar até à barriga, sem contrair, vão ajudar a relaxar a tensão nesta zona. Pode fazer a qualquer altura e notará a diferença de imediato.


Bárbara Aroucha
Bárbara Aroucha

Coach Psicologia Alimentar, Instrutora de Yoga, Consultora Mindfulness e Coach em Alimentação Vegan
Os anos que passei numa luta contra o corpo e a comida foram a base para desejar dirigir a minha vida a ajudar os outros nas mesmas dificuldades.

O contato com o Yoga foi o primeiro passo para conhecer uma nova dimensão do meu corpo, ajudando-me a adotar uma atitude mais compassiva para comigo mesma.

Procurei conhecer-me melhor através da comida e da minha relação com esta, através de muito estudo, dedicação e amor. Agora, sei que a forma como lidamos com o nosso corpo e a comida é uma porta para algo maior.

À procura de uma alimentação saudável que me desse prazer e nutrição, e movida por uma ética consciente, entrei no mundo do veganismo.

Adoro perder-me na Natureza e sou, sem vergonha alguma, amante de gatos, tendo feito voluntariado numa associação para adoção de gatos.

Todas as ferramentas que fui aprendendo utilizo-as nos outros, criando o melhor caminho para encontrarem serenidade e amor.

Perfil Completo

Innifit nas redes